Bruno Covas, retrocedeu do rodízio par ou ímpar de automóveis, parece que não aprendeu quando bloqueou as principais avenidas de São paulo.

Depois de voltar atrás dos bloqueios das avenidas em São Paulo, Covas agora retrocedeu do rodízio par ou ímpar.

Atualizar

06/05/2020, o Prefeito Bruno Covas voltou atrás e liberou Avenidas Bloqueadas, agora, 17/05 retrocedeu do absurdo rodízio par ou ímpar


Para dificultar os paulistanos de irem trabalhar, e evitar aglomerações, Bruno Covas endureceu as regras do rodízio de carros na cidade e causou superlotação nos transportes públicos, colocando em risco a saúde da população em plena pandemia, depois de muitas críticas ele retrocedeu para o rodízio normal.

Não dá para segurar uma multidão mais de dois meses dentro de casa, desempregada, com fome e assombrada, o Governador e o Prefeito de São Paulo precisam terem no mínimo bom senso, os empresários estão falindo e milhares de brasileiros sem o básico no armário, é hora de retomar a economia do país, tomando todos os cuidados preventivos possíveis.

Bloqueios de avenidas

Depois de muita confusão, insatisfação e reclamações de funcionários da saúde, o prefeito Bruno Covas resolveu revogar nessa madrugada 06/05/20, o decreto que autorizava o bloqueio das principais avenidas de São Paulo.

Com o bloqueio veio muita lentidão e enorme congestionamento deixando tudo parado, nem os profissionais de saúde conseguiram chegar aos hospitais piorando assim a situação dos brasileiros, os próprios policiais e agentes de trânsito não conseguiam andar.

Ao revogar o decreto, o Prefeito Bruno Covas (PSDB) explicou que não trouxe o resultado esperado.

Parece que o Prefeito quer seguir os passos do Governador João Dória, o qual está acabando com São Paulo, não está preocupado com milhares de empresas que irão falir, virou as costas para quem estar desempregado e para um iminente colapso, vem tomando medidas cada vez mais rígidas, ao ponto de querer monitorar as pessoas através dos circuitos integrados de celulares e algemando cidadãos de bem, travou 80% da economia para o desespero dos empresários e trabalhadores.

Obrigar as pessoas a ficarem de quarentena com a geladeira vazia é um absurdo, desumano e covarde, é muito fácil dizer “fique em casa”, quando se é milionário ou quando todo mês o salário é garantido na conta.

Tanto o Governador Dória e o Prefeito Bruno Covas se perderam na administração, não sabem como proceder diante da pandemia, não vai demorar a sociedade, com apoio dos caminhoneiros e empresários, lutarem contra os desgoverno do Dória e Bruno Covas.

Sabemos da importância do tema e reconhecemos que a doença existe, porém, o Estado não pode viver para sempre em quarentena, é hora de tratar e combater o Covid-19, evitando aglomerações desnecessárias, usando máscaras, alcool em gel e com higiene básica das mãos, sem esquecer a economia, como já dizia minha mãe: “Saco Vazio não fica em pé”. Uma má alimentação traz vários problemas de saúde, imunidade baixa é ambiente perfeito para coronavírus, influenzas, h1n1, gripes, outras doenças e problemas respiratórios.