Economia Brasileira

Crescimento Econômico.

O Brasil dá os primeiros sinais de recuperação.

Atualizar

Como vai a economia brasileira?

Paulo Guedes, Ministro da Economia, afirmou que a economia brasileira está retomando o crescimento por investimentos privados, já que o governo vem diminuindo seus gastos públicos e que, a intenção, é abrir mais o país para o mercado internacional, trazendo investimento que possa gerar empregos.

Ainda que a economia brasileira tenha crescido — mesmo fracamente — em 2017 e 2018, já estava claro que esse crescimento se dava sob bases muito frágeis. O atual governo, portanto, herdou o país sucateado.

É preciso paciência e entendimento, e muito trabalho, o governo tem tomado iniciativas que servirão como estrutura sólidas para o desenvolvimento da economia do país. Entrou em vigor em setembro a lei da liberdade econômica, que dá mais segurança aos negócios, menos burocacia e estimula a criação de empregos, a medida pode gerar, no período de dez anos, 3,7 milhões de empregos e mais de 7% de crescimento da economia, liberação do FGTS, Reforma da Previdência, parceria com países desenvolvidos, acordo MERCOSUL-UE, investimento no turismo, segurança, infraestrutura, com forte marketing da imagem do Brasil no exterior.

Acordo de Alcântara

Acordo assinado em março de 2019, entre os governos de Brasil e Estados Unidos que permitirá aos norte-americanos lançarem foguetes e satélites da base de Alcântara, no Maranhão.

Em troca o Brasil receberá recursos para investir no programa Espacial brasileiro.

É importante frisar, que em 2019 o país teve a menor taxa de juros da história, menor inflação dos últimos 20anos, de setembro a outubro a taxa Selic caiu de 14,25% para 5,5%, depois a taxa passou a ser de 5% ao ano. Tivemos recorde histórico IBOVESPA e bolsa batendo 118 mil pontos.

Melhorias para a população como redução do DPVAT em 86%, careteira de estudante grátis e 13.º do Bolsa-Família.