Gilmar Mendes agiu rápido e mandou soltar Alexandre Baldy, preso na Operação Dardanários

Gilmar Mendes não perdeu tempo e mandou soltar Alexandre Baldy, preso por suspeita de fraudes em contratos da área de saúde

Atualizar




Como era esperado, STF agiu rápido e Gilmar Mendes manda soltar Alexandre Baldy


Em decisão liminar (temporária), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, mandou soltar o secretário de Transportes de São Paulo, Alexandre Baldy (PP). A decisão foi tomada na noite de sexta-feira 07/08/2020.

O Secretário de Transportes de São Paulo foi preso nesta quinta-feira 06/08/20 pela Polícia Federal alvo da Operação Dardanários, que apura desvios na Saúde no Rio de Janeiro e em São Paulo, envolvendo órgãos federais.

O escolhido pelo Governador de São Paulo para ser Secretário dos transportes, foi preso pela força-tarefa da Lava Jato por suspeita de fraudes em contratos da área de saúde nos períodos em que foi deputado federal e ministro.

De acordo com a PF, foram apreendidos R$ 90 mil em um imóvel do secretário em Brasília.

Mais uma do STF que vai ficar na memória dos brasileiros, a lista de abusos do STF é grande. Veja:

STF sem limites

Censura de Alexandre de Moraes

Membros do STF não podem ser criticados

Moraes interfere no Ministério da saúde