Lula Condenado em Segunda instância e TRF-4 aumentou a sentença de 12 para 17 anos

Lula sofre mais uma derrota no tribunal e TRF-4 aumenta sua pena de 12 para 17 anos no caso do sítio de Atibaia

Atualizar

Ex Presidente Lula condenado em 17 anos pelo TRF-4


Em decisão unânime, nesta quarta-feira dia 6, o TRF da 4ª Região manteve a condenação do ex Presidente Lula e ainda aumentou de 12 para 17 anos de prisão no caso do sítio de Atibaia, o qual está no nome de Fernando Bittar, amigo da família do ex-presidente Lula. O Petista é réu em outros sete processos na justiça do Paraná São Paulo e Brasília.

O MPF apresentou três indícios centrais que provariam a materialidade dos crimes, e colocam Lula como sendo o dono do sítio, foram encontrados roupas com as iniciais de Lula e Dona Marisa, pedalinhos com os nomes de Netos do petista e registros de carros usados por ele que estiveram pelo menos 270 vezes no sítio entre 2011 e 2016.

Segundo a denúncia, a Odebrecht pagou R$ 700 000(Setecentos mil) para executar reformas no sítio e a OAS pagou R$170.000(Cento e setenta mil) pelas benfeitorias no sítio. De acordo com o Ministério Público Federal fica evidente uma troca de favores para que as empreiteiras se beneficiassem em contratos com a Petrobras, quando Lula era Presidente.

Pinheiro disse em depoimento que obteve de Lula e da então primeira-dama Marisa Letícia, o aval para dar início à reforma e que o valor foi abatido de uma conta corrente de propina para o PT.

O Ministério Público Federal constatou que Lula ajudou as empreiteiras, ao manter em cargos executivos da Petrobras, nomes como Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco, Nestor Cerveró, Renato Duque e Jorge Zelada, os quais comandaram boa parte dos esquemas fraudulentos entre empreiteiras e a estatal.

Testemunhas contaram que Lula ia com frequência para o sítio e outras disseram que ele sabia da reforma.